Médica do Samu prestando atendimento no interior de unidade móvel — Foto: Divulgação/Samu

Quase oito mil ocorrências foram atendidas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de João Pessoa no primeiro trimestre de 2019. Desses atendimentos 49% foram realizados na capital e os outros 51% em outros municípios da Região Metropolitana. Os dados são referentes às chamadas que geram ocorrência com envio de unidades móveis.

Entre os principais motivos das ocorrências abertas estão os acidentes de trânsito, os casos neurológicos, cardiológicos e psiquiátricos. No primeiro trimestre deste ano, foram registradas 945 ocorrências decorrentes de acidentes de trânsito, ou seja, 21% do total de 4,4 mil atendimentos.

Já os casos neurológicos (539) representam 12% das ocorrências, enquanto os casos cardiológicos (458) correspondem a 10% e os casos psiquiátricos (402) correspondem a 9% do total registrado em João Pessoa. Também foram registrados casos de quedas, mal-estar, problemas respiratórios, agressão física, entre outros.

Segundo a diretora geral do Samu, Érika Rivenna, a classificação de risco, que avalia a necessidade de envio de motolância, unidade de saúde básica ou unidade de saúde avançada, é um método que auxilia na agilidade e qualidade do atendimento à população.

O serviço do Samu Regional funciona 24 horas por dia, atendendo a população no socorro e encaminhamento às unidades hospitalares de João Pessoa. Para entrar em contato com o Samu, basta ligar para o número 192.

Fonte G1 PB

Comentários